quarta-feira, 21 de março de 2012

A Bailarina que dançava no Telhado (Infantil)

A bailarina menina
Menina bailarina
Bailando no telhado
Com seus bonequinhos de lã
O mágico e incrível bailado
Do Ballet da Avelã!
Dando uma pirueta
Ela salta para o lado
Na pontinha dos pés
Glissade tutu bem rodado
Linda menina bailarina
Rodopiando pelo telhado
A plateia é a Dona Lua
Redonda igual a um prato!
As estrelas muito brilhantes
E ainda, miando, o Senhor Gato
A bailarina bailando
E a plateia aplaudindo
A bailarina que dançava
Sorridente, pelo telhado
Ou seria mesmo um palco?
Lindo palco da bailarina
Linda menina divina
Divina menina bailarina
Plié, elevé, eu aprendo
Repito então com você!
Um grand jeté, bailarina
Você chega lá na China!
Relevé, quero te ver
Bailando na Argentina!
Fouetté eu também já fiz
Dançando lá em Paris!
E segue a doce cantiga
En avant doce bailarina
Minha Avelã Ballerina
Menina Encantada Bailarina
Toda de cor de rosa
Rosado sonho encantado
O sonho da bailarina
Rodopiando no telhado
Suave...um contratempo
E é o céu estrelado
O seu espelho encantado
O palco é o antigo telhado
Majestoso e dedicado!
Dança para sempre
Princesinha Bailarina
Tendo sempre na plateia
O amigo Senhor Gato
As estrelas cintilantes
E a senhora Dona Lua
Redonda...igual a um prato!
Plié, elevé, en dehors, en dedans
Baila, baila, no telhado
O Ballet da Avelã!
E o seu corpo de baile
São seus bonequinhos de lã!
Sonha, minha menina
Seu sonho de bailarina
"Boa noite, Senhor Gato!
Até amanhã, Dona Lua!
Obrigada, amigas estrelas
Fiquei muito feliz em vê-las!"
Sonhe com lindas sapatilhas
Dance alegre pelos telhados
Bailando até amanhã
O Doce Ballet da Avelã
Ensaiando o corpo de baile
Seus velhos bonequinhos de lã
Rodopie na ponta dos pés
Do telhado até a Lua
No Ballet da Avelã
Quando adormece, flutua...
Linda, doce menina
Ballerina da Avelã
Durma, descanse, agora
E acorde feliz pela manhã!

Poesia feita para todas as meninas bailarinas que conheço, para as que não conheço também!...dedicada especialmente à mais linda bailarina - minha filha Clara!

Renata Rothstein

Nenhum comentário:

Postar um comentário